sábado, março 17, 2012

Uma Travessia Esclarecedora


De manhã atravessei o rio de cacilheiro e fui a Lisboa (com a crise parece que a Capital ficou mais afastada e vou menos vezes à cidade grande...). Durante a viagem reparei num pequeno pormenor: a maior parte das pessoas que liam, tinham livros nas suas mãos. 

Apenas meia dúzia folheava jornais, quase todos desportivos, excepcionalmente pintados de verde, pela passagem do Sporting aos quartos de final da Liga Europa.

A febre dos gratuitos desapareceu há já algum tempo. Provavelmente, em vez de ter fixado leitores - como muitos defendiam -, foi capaz de ter produzido o efeito contrário.


E como eu percebo estes leitores de livros. Ficção por ficção, é preferível escolher a boa, feita pelos melhores autores...

16 comentários:

  1. Absolutamente de acordo.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. Ah! O número de leitores de livros aumentou! Ainda há esperança! : )

    ResponderEliminar
  3. Ontem também fui à capital!
    Reparei que anda tudo bastante macambúzio e também constatei que o jornal do Metro já não se vê praticamente.
    Os e as que liam livros "a sério" eram jovens!
    Gostei...e também gostei no regresso de metro para a Rodoviária de ter visto e ouvido duas jovens que entraram na carruagem a correr e às gargalhadas!
    Afinal a alegria ainda se pode encontrar! :-))

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Também ando sempre com um livro.
    Às vezes, vão apenas passear. Outras, quando me deparo com um momento de espera, deixo-me envolvar pelas suas histórias...
    Bom Domingo, Luis.

    ResponderEliminar
  5. concordo contigo.

    uma boa semana.

    um beij

    ResponderEliminar
  6. felizmente que o livro começa a ver-se com muitas frequência, nos comboios aqui a norte, também:) um grande beijinho, luís*

    ResponderEliminar
  7. já nada é o que era, Elvira.

    ResponderEliminar
  8. penso que foi o de leitores de jornais que baixou, Catarina.

    ResponderEliminar
  9. é normal, Rosa, os tempos são estranhos, graças aos "vendedores de desgraças" que nos governam.

    a juventude continua a ser irreverente e alegre, felizmente. :)

    ResponderEliminar
  10. levo livros quando sei que vou esperar, Filoxera...

    ResponderEliminar
  11. os livros também têm a virtude de nos transportarem para "longe", Piedade. :)

    ResponderEliminar
  12. é um excelente companheiro de viagem, Alice.

    foi graças às viagens de comboio Lisboa-Vila Franca de Xira, que voltei a ler muito, e depois, a escrever outro tanto. :)

    ResponderEliminar
  13. Eu cá não gosto muito de ler revistas e jornais,prefiro mil vezes ler um bom livro. por exemplo pedaços de ternura é excelente!! beijinhos!!

    ResponderEliminar
  14. eu gosto de ler tudo, mas um bom livro é insubstituível, Sandra. :)

    ResponderEliminar
  15. Os livros são maravilhosos companheiros. Ainda bem que muita gente já decobriu isso mesmo.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  16. pois são, as viagens que nos proporcionam, Virginia. :)

    ResponderEliminar