quarta-feira, janeiro 25, 2012

De Vergonha em Vergonha


Já sabia que o ministro da propaganda deste governo não tinha pingo de vergonha.

Mas pensava que o seu descaramento não iria chegar tão longe, ao ponto de fazer de Sócrates, um anjinho, nestas coisas de "cortar o pio" a jornalistas.

Quem deve estar muito satisfeita com o estado do país, é a senhora que dizia que suspendia a democracia por seis meses.

Não vale a pena continuar a fingir, a democracia caminha mesmo para a suspensão, graças a este governo de direita, apostado em entregar tudo o que é lucrativo aos amigos.


Pelo caminho ainda tenta dominar tudo o que é jornal, rádio ou televisão, com o silêncio dos "falsos inocentes", que se venderam por um "prato de lentilhas".

Só espero que quem colocou esta gente no poder esteja feliz.

12 comentários:

  1. Parece que já aí uns quantos que não estão.

    ResponderEliminar
  2. Em vez de se andar a perder demasiado tempo com idiotas úteis... há, isso sim, é que abrir os olhos para isto: AMEAÇAS... era uma coisa já esperada...

    *

    Sim, quem é que:
    - andou a promover os defensores do endividamento irresponsável;
    - andou a silenciar os anti-endividamento irresponsável???
    {etc...}
    Resposta: a alta finança (capital global).

    *

    -> Sem dúvida que o objectivo final de tudo isto [Biliões para os banqueiros = Dívidas para as populações] é a implosão das soberanias!
    -> A superclasse (alta finança internacional - capital global, e suas corporações) não só pretende conduzir os países à IMPLOSÃO da sua Identidade (dividir/dissolver identidades para reinar)... como também... pretende conduzir os países à IMPLOSÃO económica/financeira.
    -> Só não vê quem não quer: está na forja um caos organizado por alguns - a superclasse: uma nova ordem a seguir ao caos... a superclasse ambiciona um neo-feudalismo.

    ResponderEliminar
  3. Nunca estamos inteiramente felizes com aquilo que temos.
    O Luís com a desgraçada governação de Sócrates quem é que imaginava que os portugueses iam votar?
    O caso da censura aos jornalistas é de facto lamentável.
    Os poderes dão sempre prioridade à diplomacia e aos negócios de Estado em detrimento de alguma diatribe dos direitos de expressão. Um governo de esquerda faria a mesma coisa.
    Não há dúvida, nesta fase a democracia está mesmo suspensa.

    ResponderEliminar
  4. Suspendê-la por seis meses será muito pouco na perspetiva dos atuais governantes. Eles querem ir mais longe.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Não devem estar felizes, mas são capazes de dizer "se votasse noutros, era a mesma coisa"...
    A miséria deste povo começa no cérebro.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  6. realmente os nossos exemplos à direita e à esquerda, não são assim tão diferentes, Carlos.

    mas esta gente, protegida pela palavra "troika", está a ir longe demais.

    ResponderEliminar
  7. sim, se puderem, escondem-na num canto, Elvira.

    ResponderEliminar
  8. pois são, Filoxera.

    é uma das explicações para tanta passividade.

    ResponderEliminar
  9. A mim parece-me que já está suspensa há alguns meses... E ainda a processão vai no adro!

    ResponderEliminar
  10. está mesmo, perante a nossa passividade, Graça.

    ResponderEliminar