quinta-feira, maio 30, 2013

O que Descobrimos no Outro Lado do Espelho



Isto de sermos dotados de consciência, é coisa que pode pesar chumbo, mesmo aos  imitadores do cardeal Maquiavel.

Como diria o meu velho amigo Júlio Verne, das melhores coisas que a vida nos dá, é dormirmos a noite inteirinha e no outro dia de manhã, depois de acordarmos, ao olharmos o espelho, não darmos de caras com um "filho da puta".

Algo que os gaspares, os cavacos, os passos, os sócrates, os durões, os portas, etc, não conseguem fazer, mesmo que rezem uns quantos "pais nossos" mais umas "avé marias". 

Talvez evitem sim, olhar os espelhos da "vida"...

O óleo é de Nicola Simbari.

8 comentários:

  1. Podes crer, Luis.

    Mas adoro o quadro.

    ResponderEliminar
  2. Amigo eles olham-se ao espelho e acham-se os maiores. Em vez de consciência têm vaidade.

    ResponderEliminar
  3. não sei, Elvira.

    eles tentam enganar-se, mas não sei se conseguem.

    ResponderEliminar