sexta-feira, agosto 30, 2013

Tudo é Possível...


Eu sei, há umas boas dúzias de anos, que tudo é possível neste país...

Não vou falar dos fogos que enegrecem os céus e a nossa alma, das mentiras de quem governa, muito menos dos negócios obscuros que os rodeiam, mas sim da palavra "prevenção". 

Ano após ano, é costume aparecer alguém na Primavera a falar da "prevenção", essa palavra estranha, para depois ser "abafado" pelas "correntezas" do poder. 

Nos últimos três anos surgiu mais uma novidade: quando se fala na tal "prevenção", há quem aponte o dedo aos desempregados e os ameace com as limpezas das matas. Não sei se eles se assustam com a proposta. Se se assustam não há necessidade, porque não passa disse mesmo, uma ameaça das que não são para cumprir. Provavelmente iria dar muito trabalho aos senhores dos centros de emprego, às autarquias e ao próprio governo.

Vou falar sim, do país das auto-estradas, que por esse interior fora, continua a ter estradicas de terra, estreitas e cheias de buracos, como se ainda estivéssemos nos anos sessenta do século passado...

Os bombeiros, aventureiros e generosos, na ânsia de acudir a gente que vive "atrás do sol posto", entram nos tais "caminhos de cabras", sem dizerem ao que vão,  fingindo não perceber o risco que correm...

E a resposta que recebem do país onde tudo é possível, é espalharem a infâmia de que os bombeiros voluntários não têm preparação para apagar fogos, como se fossem meros "agentes suicidários". Quem lança estas "atroadas" finge ignorar as horas que estes homens e mulheres passam, rodeados de chamas e fumo, mal alimentados e mal dormidos. 

Tenho cada vez mais vergonha de viver neste país, onde tudo é possível...

O óleo é de Munch.

8 comentários:

  1. O povo tem vergonha. Não do País, mas daqueles que o desgovernam.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. E o pior grito é aquele que não se ouve! :(

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. sem qualquer dúvida, Elvira.

    ResponderEliminar