terça-feira, junho 02, 2015

O Começo de Tudo


«Há muito que não ia ver o mar. Mas desta vez precisava mesmo de olhar as ondas, de procurar apoio no eco das suas palavras incertas.

A caminho da costa, estranhamente, pensei mais no que me acontecera e não tanto no Nicolau. Pensava sobretudo no legado que ele me deixara, acabar o que tinha começado, por muito que incomodasse certas pessoas. O mais importante era ser discreto, sem me afastar um milímetro da procura da verdade.

Sem tentar fazer qualquer paralelo, sabia que o incidente da qual fui vítima acabou por ter um culpado. Alguém que nunca vi nem sinto qualquer curiosidade em ver ou encontrar um dia destes. Muito menos em aceitar as suas desculpas. Aconteceu. Ponto final.» 

A fotografia é de Renate Siebenhaar.

Sem comentários:

Publicar um comentário