quarta-feira, março 28, 2018

O Prodígio da Experiência


Passei ontem pela Casa da Cerca para ver a exposição, "Ana Hatherly, o Prodígio da Experiência".

A Ana foi poeta, ensaista, investigadora, tradutora, professora universitária e artista plástica. Para algumas pessoas pode parecer muita coisa, para mim (que também gosto de fazer mais que uma coisa...) parece-me o percurso normal de quem gostava das palavras e também das imagens. E deve ter sido por isso que também se formou em técnicas cinematográficas e ensinou cinema.

Gostei de algumas coisas que vi, de outras nem tanto. Mas as exposições da Casa da Cerca de Almada são sempre curiosas e singulares...

Da poeta gosto sobretudo da sua capacidade "minimalista", de dizer tanto usando tão poucas palavras...

(Fotografia de Luís Eme)

6 comentários:

  1. Imagino ser uma exposição fascinante.
    .
    * Mulher: A essência sem raça nem cor. *
    .
    Desejando um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma boa exposição, num lugar especial, Gil.

      Eliminar
  2. Luís, como vai até 9 de Setembro, pode ser que sim... :)

    Deixo um pedacinho que encontrei sobre a exposição:

    "A exposição «Ana Hatherly - O Prodígio da Experiência» é constituída por obras do Arquivo Fernando Aguiar e distribui-se por dois espaços distintos: a Galeria Municipal de Arte de Almada , de 8 de março a 12 de maio, e na Casa da Cerca, de 24 de março a 9 de setembro.

    Em «Prodígio da Experiência» assiste-se a uma visão abrangente da obra visual de Ana Hatherly, e onde se salienta o percurso experimental desta autora.

    O arquivo do colecionador Fernando Aguiar é constituído por cerca de 2500 originais de poesia visual, e cerca de 50 mil documentos relacionados com poesia experimental e visual, e áreas como a arte concetual, 'performance' e arte postal."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é isso mesmo, Isabel.

      A ver se passo esta semana pela Galeria Municipal.

      Eliminar
  3. Muito interessante.
    Abraço e Páscoa Feliz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Cerca é um lugar extraordinário, Elvira.

      Eliminar