quinta-feira, junho 21, 2018

Ainda bem que Estamos Sempre a Aprender...


Um acontecimento dos últimos dias fez com que pensasse pela primeira vez em algo, que nunca me tinha passado pela cabeça: a apropriação de algo que "não nos pertence", quando escrevemos sobre os familiares de alguém.

E pensar que já fiz largas dezenas de ensaios biográficos (uns publicados em livros, outros em revistas ou boletins), sem nunca me preocupar com o que pensavam os seus familiares.

Claro que estou a falar de "retratos positivos", sobre gente que mereceu ver enaltecido o seu trabalho em várias áreas. Alguns familiares agradecem-me pelo trabalho realizado, emocionados, pela minha tentativa de derrubar o "esquecimento", outros permanecem em silêncio. Mas nunca recebi qualquer crítica negativa. Recebo sim algumas chamadas de atenção por pequenas incorrecções, que registo, ciente de que a verdade na história é algo que está sempre em constante mudança...

Ainda bem que estamos sempre a aprender...

(Fotografia de Luís Eme)

2 comentários:

  1. É uma verdade. Lembro que meu pai sempre dizia que morríamos quando deixávamos de aprender.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo menos começamos a "morrer", Elvira...

      Eliminar