quinta-feira, novembro 29, 2018

Foi Bom Voltar a Sentir-me "Em Movimento"...


Só hoje é que li a crónica de Pedro Mexia da revista do Expresso, "Em Movimento", sobre comboios, viagens e um livro de Agustina ("As Estações da Vida").

E voltei a viajar no tempo, recordei algumas das centenas de viagens que fiz de comboio, nos anos 80 e 90 do século passado (até fiz o "Inter-Rail" em 1985...).

Deve ser por isso que continuo a dizer que o comboio é o melhor transporte do mundo (ou era... porque, entretanto, uma "vara" de políticos, amantes suspeitos dos carros e do petróleo, têm feito os possíveis e os impossíveis para o destruir...).

Mas os meus pensamentos fixaram-se em coisa mais alegres: pensei nos muitos livros que li (embalado pelo movimentos suaves e pela música das carruagens, que é mesmo parecida com o popular "pouca terra", "pouca terra" dos livros da primária...), nas frases, textos e poemas que escrevi... e nos olhares que cruzei com os rostos bonitos de algumas moçoilas, ainda por apenas minutos, ou quanto muito, as duas horas da viagem entre as Caldas e Lisboa...

(Fotografia de Luís Eme)

Sem comentários:

Publicar um comentário