terça-feira, fevereiro 07, 2017

"Olhar o Tejo"...

Tenho andado a reunir uma boa parte dos poemas que tenho escrito. Hoje descobri mais um, sobre o melhor rio do mundo. Chamei-o "Olhar o Tejo". Achei-o curioso, e até bonito, a espaços. É por isso que transcrevo as primeiras três quadras (penso que até podia ser cantado...).

Sempre que desço até ao cais
Fico por ali, encantado a olhar
Maravilho-me com as barcas e os arrais
Mesmo sem saber onde fica o mar

Olho para Norte e para Sul
Para toda aquela largueza
De água pintada de verde e azul
Que me enche os olhos de beleza

Prefiro ficar por ali a sonhar
Nunca pergunto a ninguém
Onde acaba o Tejo e começa o mar
Ou para que lado fica Belém

[...]

(Fotografia de Luís Eme)

4 comentários:

  1. Poderia ser cantado, sim senhor!
    Com a música de "Lisboa Menina e Moça" que creio ser da autoria de Paulo de Carvalho, creio, não tenho a certeza.
    Até já comecei a ensaiar e a Letra adapta-se lindamente à música...
    Muito bonito este seu "Olhar o Tejo". Pena não o ter publicado na íntegra.

    Boa noite, Luís.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho que tem musicalidade, Janita.

      Eliminar
  2. Gosto.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar