terça-feira, março 03, 2015

Os "Filhos da Mãe" e os Outros


Sinceramente, estou farto de filhos da mãe, para não lhe chamar aquele nome feio, que faz com os árbitros expulsem alguns jogadores.

Até posso dar de barato que há muita gente que não sabe quais são as suas obrigações, o que tem de descontar, etc. Só que com estas limitações, não deviam ter ambições políticas, muito menos chegarem a primeiro ministro de qualquer país democrático...

Tenho recebido mais que um e-mail com o historial da troca das vivendas do presidente da República no Algarve (troca por troca, apesar de todas as diferenças, desde o tamanho da vivenda ao terreno) e nunca tive conhecimento de nenhuma investigação. Mas a ex-mulher de José Sócrates, por uma troca de apartamentos no Cacém, está a ver a sua vida virada de pernas para o ar, nos jornais do costume, graças aos "grandes justiceiros" que temos, quase saídos dos filmes...

No mesmo dia que o presidente da "Cáritas" diz que houve um aumento de procura de apoio, especialmente na alimentação, de mais de 15% de pessoas, que já estavam a passar fome, apenas entre 2013 e 2014, toda a gente do PSD (às costas do António Costa) diz à boca cheia que o país está muito melhor...

E não  me venham dizer que somos um país democrático, muito menos justo. Somos com toda a certeza, uma outra coisa.

Mas o mais engraçado da coisa é o quase empate técnico entre o PS e a maioria que nos governa nas sondagens. Acredito que estes números estão manipulados. Ou será que somos assim tão estúpidos?

A instalação é de Scott Frazer.

8 comentários:

  1. Parece que o meu pai tinha razão quando dizia que o povo português emprenha pelos ouvidos. Acredito que os nossos (des)governantes também pensam assim. De modo que levamos uma lavagem ao cérebro todos os dias. E há milhares senão milhões de crédulos neste país. Uns por ignorância, outros por conveniência.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. muita ignorância e "anestesia", Elvira. :(

      Eliminar
  2. O que mais custa é sabermos que há tanta gente que perdeu emprego, casa, estudos e família por causa deste desgoverno. E desculpam-se que não conheciam as leis. Estão a rir na nossa cara pela certa... Também me sinto indignada...
    Um abraço, Luís.

    ResponderEliminar
  3. Acho que, não sendo estúpidos, nos fazemos de... burros!
    Parece que é o preço de vivermos em 'democracia'...
    Beijinho, Luís.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não consigo perceber esta gente, Maria. :(

      Eliminar
  4. Há muitos estúpidos, caro Luís. E depois também há os partidos de fora do chamado "arco da governação" (o que eu detesto esta expressão!!) a fazer - uma vez mais - a campanha anti PS!!!

    Concordo com tudo o que acima escreveu. E dá cá uma revolta!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. fico com vergonha e raiva, Graça. :(

      Eliminar