terça-feira, setembro 02, 2014

Na Praia com Roupa a Mais


Durante a época balnear é sempre um pouco estranho aparecer rente a uma das praias, apenas por aparecer, sem a indumentária necessária, o fato de banho.

Pois foi, a Rita foi ver o mar em Agosto e arrependeu-se logo de seguida. Ainda lhe falei dos quiosques e barracas ambulantes que vendem toalhas, fatos de banho, baldes, cremes e tudo o mais que se quer para um banhista desprevenido.

Ela sorriu-me e disse que nesses lugares não se vendem os biquínis que ela gosta e usa...

A conversa enrolou-se e ainda falei do uso de lingerie ou boxeurs com uma cor ou modelo que possa passar despercebido, mas ela disse que pelo menos nós sabemos que estamos um pouco fora do contexto. Acrescentando que nesta altura do ano parece ser mais fácil encontrar um camelo que uma praia deserta à beira mar. 

Foi então que lhe recomendei para a próxima vez que lhe apetecer ver o mar, que se limite a olhar as suas ondas, sem precisar de sair do carro, para não ter tentações.

O óleo é de Linda Christensen.

2 comentários:

  1. E a Rita seguirá o teu conselho...
    Um abraço, Luís.

    ResponderEliminar
  2. não sei, Piedade, ela é teimosa. :)

    ResponderEliminar