quinta-feira, dezembro 12, 2013

O País que Continua a não Oferecer Canas de Pesca...


O ditado chinês milenar, que diz que devemos "dar canas de pesca e nunca peixe" a quem tem fome, nunca foi respeitado e seguido no nosso país.

O Salazar sempre preferiu exercer uma política paternalista sobre as pessoas, não lhes dando grande espaço para serem "empreendedores", essa palavra que os políticos de agora tanto gostam de utilizar nos discursos. Inteligente como era, percebeu que a "caridadezinha", que hoje é gerida por gente como a senhora Jonet, lhe dava um jeitaço. 

Mas o mal não foi apenas interno. Quando entrámos na Comunidade Europeia, os países mais desenvolvidos em vez de nos incentivarem no tão propagado "empreendedorismo", preferiram oferecer-nos toneladas de "peixe", para satisfação do senhor Silva e dos seus "muchachos", que aproveitaram para encher as suas "banheiras" do dinheiro que chegava todos os dias aos magotes.

Na agricultura ficaram célebres as histórias das cabras e ovelhas que foram abatidas mais que uma vez, assim como os pés de vinhas, que foram arrancados, plantados e arrancados. Na pesca há também algumas engraçadas, de quem passou a receber mais dinheiro sem fazer nada, que quando arriscava a vida no mar...

Hoje pagamos o preço de tanta irracionalidade, de quem fingiu acreditar que era possível viver eternamente à "sombra da bananeira", ao mesmo tempo que enchia os bolsos...

O giro da coisa, é que os que agora falam de "empreendedorismo", são os mesmos que estiveram no poder entre 1988 e 1995, quando as "vacas pareciam gordas"...

O óleo é de Jennifer Bell.

2 comentários:

  1. Tu não desistes, pá.

    "comuna" dum raio. :)

    ResponderEliminar
  2. desistir é morrer, pá!

    :))

    ResponderEliminar