quinta-feira, novembro 03, 2016

Olhar (e Amar) o Mar...


Ainda hoje gosta de ir ver o mar.  Vai quase sempre sozinha e fica por  ali a olhar, a ouvir e a recordar... 

Sim, recorda a praia da meninice e da adolescência, onde se deliciava a olhar  as ondas e todos aqueles que eram capazes de enfrentar o mar. 

Ficava ali junto às barracas de pano branco a ver os rapazes, muitos deles bonitos, que em grupo desafiavam as ondas do mar. Queria tanto ser um deles, como uma ou outra rapariga mais afoita, que se misturava com eles. Mas o seu papel era ficar por ali, deitava na toalha que lhe deixava o corpo desenhado na areia, a sonhar acordada...

Nunca aprendeu a nadar, a mergulhar ou o que quer que fosse. Talvez fosse tradição familiar ficar por ali, apenas a ver o mar. Os banhos eram tomados na Lagoa e com cuidado porque facilmente se perdia o pé. Naquele mar apenas tinha autorização para molhar os pés, a água chegar aos joelhos já era sinal de perigo.

Nunca esqueceu um grupo de rapazes de várias idades que chegavam de bicicleta e passavam o tempo a correr, saltar, jogar à bola e a mergulhar. Eram a alegria de quem ficava por ali a ver a graça e coragem com que desafiavam o mar alto.
.
Ao contrário do pai, ela quis que os seus dois filhos soubessem nadar e andaram na natação. Mas nem assim aconteceu nenhuma "revolução", tal como o companheiro, vivem bem sem o mar. Só ela experimenta sempre um conforto único, de estar ali a ouvir a voz do Oceano. 

E às vezes sente mesmo uma vontade enorme de caminhar por cima das águas, até à linha do horizonte…

(Óleo de Duffy Sheridan)

6 comentários:

  1. Tantas vezes pensei: «quem me dera ser rapaz!»

    ResponderEliminar
  2. E entrar no oceano deve ser das melhores coisas que se pode fazer na vida, para não falar em caminhar até ao horizonte.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, tudo coisas maravilhosas, Rita. :)

      Eliminar
  3. em muitas coisas me revi no texto.
    mas eu sei nadar.
    gostei de ler.
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bom nadar, mas também é bom olhar, Piedade. :)

      Eliminar