quarta-feira, maio 30, 2018

«Um dia quero apanhar um barco daqueles»


Não a conhecia de lado algum.

Mas ela mesmo assim, não quis deixar de me confidenciar um quase sonho seu: «Um dia quero apanhar um barco daqueles».

Sorri-lhe depois de tirar a fotografia. Não sei porquê mas não lhe ofereci qualquer palavra...

Entretanto voltámos a seguir caminhos opostos, eu para Cacilhas, ela para a Fonte da Pipa, a não querer perder de vista o paquete que se despedia de Lisboa...

(Fotografia de Luís Eme)

Sem comentários:

Publicar um comentário