quinta-feira, fevereiro 15, 2018

«Anda a ver se engana mais alguém só com o embrulho.»


Não me lembro de quando ouvi pela primeira vez uma frase explicativa de que as mulheres são as piores inimigas delas próprias. Devia ser ainda pequenote...

À medida que fui crescendo percebi que era mesmo assim. As relações entre mulheres têm quase sempre mais hipocrisia e cinismo que as entre os homens, parece que estão sempre em competição umas com as outras, por qualquer coisa... 

Ontem fiquei quase a sorrir com a expressão usada por uma mulher, na mesa ao lado da minha do café, sobre outra mulher, quase deslumbrante, que se preparava para ir à sua vida. Usei logo um guardanapo de papel-bíblia, para não a esquecer.

Quando ela disse, «anda a ver se engana mais alguém só com embrulho», ainda fui a tempo de reparar na pernas da mulher, realçadas com o belo sapato de salto alto, assim como dos seus cabelos lustrosos, escuros, num silhueta prometedora. Só não lhe vi o rosto... 

Ainda pensei, a sorrir para os meus botões, que devia ser sempre com mulheres daquelas, que os homens deviam ser enganados...

(fotografia de Brassai)

6 comentários:

  1. Explicações possíveis:

    As mulheres são mais educadas para agradarem do que os homens. Menina bonita e bem comportada é aquela que agrada e é boazinha (aliás, uma marca educativa machista, ou melhor, do efeito machista sobre as mulheres). Será por isso que se tornam mais competitivas?

    As mulheres são mais impulsivas e, em certo sentido, mais corajosas, pois dizem mais depressa aquilo que pensam. Será essa uma razão para a diferença? (ou seja, os homens também invejam e desejam o mal, mas calam-se, invejam e esconjuram em pensamento).

    Os homens são mais sinceros, mais leais, menos competitivos e menos hipócritas? Pas du tout! O problema é que esperamos a perfeição nas mulheres (principalmente os homens, deve ter a ver com a idealização da mãe). Por isso, uma mulher que é mentirosa, desleal, invejosa ou hipócrita chama mais a atenção do que um homem que seja qualquer destas coisas.

    Enfim, são teorias minhas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cristina, estava noutra "onda". :)

      Mas não me convences (estou mais de acordo com a Isabel...).

      Somos de facto diferentes. Provavelmente por culpa da sociedade. Sei que é muito mais difícil ser mulher, por algumas das coisas que escreveste.

      Eu quando vejo algum homem a ligar às coisas pequeninas, digo que ele se está a "armar em mulher". Provavelmente estou a ser preconceituoso. Mas acho que foi a sociedade (masculina e machista) e as mulheres, ao longo dos séculos, que fizeram com que sejamos mais descontraídos e só estejamos atentos ao que nos interessa.

      Eliminar
    2. Claro que somos diferentes. E ainda bem. Eu adoro a diferença :-)

      As mulheres olham mais ao pormenor, sim, é possível. São mais impulsivas e comunicativas. E costumam ser mais empáticas.

      O relacionamento entre homens e entre mulheres é diferente e ainda bem. Eu só duvido que as mulheres sejam mais hipócritas, mais intriguistas e mais invejosas. Não rejeito a hipótese, mas duvido.

      Os homens dominaram por muitos séculos e não há coisa mais intriguista, mais cheia de invejas e de traições do que as cortes da Idade Média. Por toda a Europa, Vaticano incluído. Dominadas pelos homens ;-)

      Eliminar
  2. Luís, primeiro o meu sorriso... Se é para ser enganado(a), que seja em bom ;)

    De facto, as relações entre mulheres ainda se pautam por muita hipocrisia e, também, por isso, na minha opinião é difícil manter amizades com mulheres.

    (Falo em generalidades, claro.)

    Isto porque as mulheres ainda (outra vez) estão muito formatadas para o parecer quando se trata do que se chama preservar atitudes e formas de estar convencionais.
    Também, é difícil encontrar mulheres que não cobrem umas às outras a opção de não contar aspectos da vida pessoal, que isso é comum ser tomado como falta de confiança, assim como o preferir-se fazer coisas sozinha (compras, passeios, etc.)
    Por exemplo: entre homens, se um inicia um relacionamento e não conta aos amigos e estes vêm a saber, não há problema nenhum, apenas não disse e isso é lá com ele; entre mulheres, o normal é começar-se por escavar as eventuais razões de não ter contado, o 'estudo da vingança'(ah, também não conto coisas minhas), o remoer no detalhe.

    Também, há poucas mulheres a demarcarem-se desse "histórico" porque sentem muita necessidade de aprovação das outras e têm dificuldade em suportar o isolamento no que ao grupo feminino diz respeito.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vivi a situação toda com humor, Isabel.

      Percebi que havia uma boa dose de inveja e de cinismo no comentário da mulher.

      E depois tu como mulher olhas as mulheres como eu, como homem. Não é preciso dizer mais nada. :)

      Eliminar
  3. As mulheres são sempre mais créis com as suas congéneres do que com os homens. Porque as mulheres vivem em constante competição. têm inveja de tudo o que as outras têm desde os sapatos aos maridos.

    Abraço

    ResponderEliminar