domingo, setembro 04, 2016

Tornar Certa a Incerteza...


Recebi este livro hoje, de presente.

Ao olhar para o título escolhido por Pierre Hourcade, senti que tenho mesmo de tornar certa esta incerteza, tenho de trazer o Fernando, nem que seja apenas por um fim de tarde e começo de noite, a Cacilhas...

(Sabes, só por isso valeu a pena...)

E posso acrescentar que o pequeno conto já tem pelo menos duas vidas e uma frase escolhida do Fernando, para o começo da primeira página:

«Quando às vezes me debruço sobre o mundo, vejo ao longe, indo do porto ou voltando a ele, as velas dos barcos dos pescadores, e o meu coração tem saudades imaginárias da terra onde nunca esteve.»

4 comentários:

  1. Não conheço o livro. Deve ser interessante.
    Um abraço, Luís.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo o que é Pessoa é bom, Graça. :)

      Eliminar
  2. Luís, com este compromisso público já não te safas se não escreveres o conto...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São riscos bons que se correm, Isabel. :)

      Eliminar