sexta-feira, outubro 17, 2008

O Amor de Mário Eloy

A 17 de Outubro de 1900, Lisboa ficou mais rica com o nascimento de Mário Eloy, um pintor especial, amante da cor e das formas, com uma densidade pouco usual na época.
A sua vida foi atravessada por fugas e paixões, que o influenciaram decisivamente. Madrid, Paris e, especialmente, Berlim, marcaram a sua obra.
Não foi um pintor muito amado pelos críticos, houve mesmo quem o baptizasse de "Pinta-Monos".
Felizmente também viu o seu trabalho reconhecido, especialmente pelos presencistas e surrealistas, que reconheceram Mário como o primeiro artista a «fazer entrar o sonho nas artes plásticas nacionais.»
Este é o "Amor", pintado em 1938...

12 comentários:

  1. e é amor, pois é, ensina a escrever a ler, é amor...
    não conhecia este pintor especial
    boa apresentação
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. E como é importante o sonho...
    Este "Amor" é belíssimo.

    Beijos, Luís M.

    ResponderEliminar
  3. Largo da Memória é isto mesmo:
    Podermos vir aqui ler as datas de que nos esquecemos e que alguém lembra para nós...

    Continuas a ter gosto para escolher quadros...

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Bonjour ami do largo, aqui està sol e o Sena espera por ti...eu espero ver o teu Tejo em breve. Podes passar plo meu blog?
    merci.
    Ainda bem que tu nos lembras quanto o Mario Eloy é um pintor importante e que lindo este quadro luis, és um autêntico " passador"!!!
    bjos,
    LM

    ResponderEliminar
  5. É assim o amor...

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  6. ao contrário de Manuel da Fonseca, conheço melhor o trabalho de Mário Eloy e acho-o magnífico.

    este "Amor" é, disso, bem representativo.

    ... a tua frase de acolhimento do"Largo da memória" já me tinha despertado para um melhor conhecimento sobre sobre ele, remetendo-me para as Ágoras gregas.
    Vou tratar disso, prometo! :)

    bum beijo Luís

    maré

    ResponderEliminar
  7. sim, é amor às artes e letras, Gaivota...

    ResponderEliminar
  8. se é, M. Maria Maio.

    não foi acaso que o poeta disse que o sonho comanda a vida...

    ResponderEliminar
  9. "passador"? está bem, LM...

    ResponderEliminar
  10. eu também gosto muito dele, Maré, das cores, das formas...

    ResponderEliminar